Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 17 de dezembro de 2008

Remédios podem acabar no lixo

A 4ª Coordenadoria Regional de Saúde (CRS), em Santa Maria, guarda em uma de suas salas um exemplo de desperdício de dinheiro público.

Enquanto dezenas de pessoas tentam conseguir, sem êxito, um remédio com o governo do Estado, mais de R$ 1 milhão em medicamentos comprados por ordem judicial lotam o cômodo. O órgão culpa os pacientes que não aparecem para buscar os produtos pela situação.

A principal preocupação da 4ª CRS é que seja obrigada a jogar uma parte dos medicamentos no lixo. Adquiridos até 14 meses atrás, alguns estão prestes a perder a validade.

– Isso é dinheiro público que poderia ser aplicado em outras ações, mas está perdendo o valor porque os remédios vencem e precisam ser descartados – afirma a titular da 4ª CRS, Claudete Lopes.

Na tentativa de dar um fim aos medicamentos, a 4ª CRS chega a ir atrás dos pacientes, mas esbarra em um obstáculo. Segundo o órgão, muitos cadastros estão com dados incorretos.

Atento ao problema, o Ministério Público pretende entregar hoje uma notificação à 4ª CRS. O promotor João Marcos Adede y Castro quer um levantamento dos medicamentos e o nome dos usuários que não foram buscá-los. Segundo o promotor, a intenção é descobrir se há algum tipo de falha, por parte do Estado, na entrega da medicação. Ele aconselha que quem entrou na Justiça e não precisa mais dos remédios comunique seu defensor. Considera também que o Estado também deveria procurar a Justiça e alertar sobre a situação para que os remédios sejam destinados a outros pacientes.

Fonte: ZeroHora 16/12/085613990

Anúncios

Read Full Post »