Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 7 de outubro de 2009

jpeg

G. S., 52 anos, masculino, branco, casado, funcionário público, procedente de Dona Francisca, RS.
Em 1998, o paciente compareceu ao atendimento médico queixando-se de cansaço fácil, aumento da ingesta de líquido e do volume urinário. Seus exames subsidiários constataram Glicemia: 434 mg%, potássio 5,5 mEq/L; sódio: 135 mEq/L; uréia: 33 mg% e EQU: proteinúria, glicosúria, cetonúria, cilindros granulosos (2/campo), bacteriuria regular. Apresentava, também, ao exame físico, ulcerações no pé, decorrentes de um pequeno ferimento que custava a cicatrizar.
Diante do quadro, o clínico prescreveu dieta, exercícios físicos e Metformina 500mg, 3 vezes ao dia.
G. S. omitiu ao médico a informação de que estaria fazendo tratamento prescriito pelo gastroenterologista com cimetidina.
Com o início do tratamento, começou a apresentar fortes sintomas de gastrintestinais, como náusea, vômito, anorexia, gosto metálico, desconforto abdominal e diarréia. No retorno da consulta, estes problemas foram amenizados.
Com o passar do tempo, o controle da glicemia tornou-se mais difícil e agora G. S. está tomando insulina pela primeira vez. O médico prescreveu 20 unidades de NPH e 5 unidades de insulina regular ao desjejum e 10 unidades de NPH e 5 unidades de insulina regular no jantar. Depois de alguns dias, o paciente começa a aobservar esse padrão aproximado nas determinações dos níveis de glicemia:
* 8 horas de jejum, cerca de 110; meio dia (antes do almoço), cerca de 120. 17horas (antes do jantar), cerca de 55; ao deitar, cerca de 115.
Quando o nível de glicemia cai para 55, o paciente começa a suar e torna-se trêmulo, porém, isso desaparece quando ingere algum alimento.

Anúncios

Read Full Post »