Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 11 de novembro de 2013

Débora, é uma menina de 5 anos, pesando 17,2Kg e medindo 1,1m. Ela foi levada ao seu pediatra por causa de dificuldades respiratórias e chiado nos últimos 3 dias, além de tosse produtiva de coloração amarela. Seis meses atrás, ela foi diagnosticada com asma. O pediatra fez os seguintes apontamentos:

• PEFR 60-67 (normal 150-160) – (FEFmax – Fluxo expiratório forçado máximo durante a CVF)

• aumento da frequência respiratória

• taquicardia

• dificuldade de completar frases

• temp 38.8˚C.

Quais os seus comentários em relação à avaliação do pediatra
Depois da admissão hospitalar , quais os cuidados a serem tomados com a terapia de Débora para o manejo de seus sintomas?
Quais fatores complicadores estão presentes?
Débora recebeu a seguinte prescrição

Nebulização com salbutamol 2.5mg, a cada 1-2 horas se necessário
Prednisolona 40mg uma vez ao dia (oral)
Cefotaxima 900mg duas vezes por dia (intravenosa)
Paracetamol 250mg a cada 4-6 horas, se febre ou dor.
Descrição da progressão

Debora respondeu bem ao tratamento. O antibiótico intravenoso foi descontinuado e o tratamento oral foi iniciado. Prednisolona foi descontinuada depois de 3 dias. Como estava reagindo bem ao tratamento, teve alta.

Qual antibiótico oral pode ser indicado?
Quais sinais indicam que ela respondeu bem ao tratamento?
Que medicamentos ela deve receber na alta, se sua FEFMax atingir 122?
Débora receberia imunização na próxima semana. Sua mãe pergunta se ela pode fazer as vacinas normalmente.
Estabeleça um plano de atenção farmacêutica para Débora, contemplando as necessidades de intervenção, ações a serem realizadas e resultados esperados.
Fonte: Paediatric pharmaceutical care – Workbook – NHS

Anúncios

Read Full Post »