Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Notícias’ Category

Mais uma oficina do evento:

GESTÃO DE FARMÁCIA HOSPITALAR

Gestão de custos, qualidade, pessoal, conhecimento, farmácias satélite, dose unitária, automação, farmácia clínica, oncologia, auditoria farmacêutica, assistência farmacêutica no SUS.

Fique atento, em breve novas informações e inscrições!

 

Anúncios

Read Full Post »

Confira uma das oficinas programadas:

PLANTAS MEDICINAIS: UM OLHAR PARA O CONTROLE DE QUALIDADE DE MATÉRIA-PRIMA VEGETAL

Breve histórico sobre plantas medicinais; controle de qualidade de matéria-prima vegetal: aspectos macroscópicos e microscópicos; monografias de plantas da Farmacopéia Brasileira. Haverá atividade prática em laboratório.

Read Full Post »


FDA diz que a cápsulas de Tessalon representam um risco para as crianças

A medicação tem a aparência de doces; devem ser mantidos em recipientes à prova de criança

A Food Drug Administration dos EUA  alerta que a ingestão acidental de Tessalon (Benzonatate) por crianças menores de 10 anos, pode resultar em efeitos secundários graves ou morte.

Tessalon, aprovado pelo FDA para o tratamento e alívio sintomático da tosse em pacientes com mais de 10 anos, pode atrair crianças mais jovens por causa da aparência de doce, pois a cápsulas gelatinosa é redonda e  cheia de líquido. A segurança e a eficácia do Benzonatate em crianças menores de 10 anos não foi estabelecida.

“Benzonatate deve ser mantido em um recipiente bem fechado e fora do alcance das crianças”, disse Carol Holquist, R.Ph., diretor da Divisão de Medicamentos do FDA. “O FDA recomenda que os profissionais de saúde falem com seus pacientes e pessoas que cuidam de crianças sobre o risco de ingestão acidental ou superdosagem.”

Uma revisão dos eventos do FDA estima que,  a partir de 1982 até maio de 2010, foram identificados sete casos de ingestão acidental associados Benzonatate em crianças menores de 10 anos. Cinco dos casos resultaram em morte em crianças com idades inferiores a 2 anos. A sobredosagem com Benzonatate em crianças menores de 2 anos tem sido relatado após ingestão acidental de apenas uma ou duas cápsulas Benzonatate.

Efeitos adversos comuns informados em casos de sobredosagem incluíram a parada cardíaca, coma e convulsões. Sinais e sintomas de superdosagem podem ocorrer dentro de 15-20 minutos da ingestão. Algumas das mortes em crianças têm ocorrido  poucas horas depois da ingestão acidental.

O FDA igualmente está adicionando uma nova advertência e recomenda precaução para a rotulagem de  Benzonatate para alertar os profissionais de saúde sobre a ingestão acidental, resultando em overdose e morte em crianças menores de 10 anos.

Read Full Post »

notíciaaa!

Palestra: Doação de Sangue e Cadastro de Medula Óssea
Local: salão de atos
Data: Quarta feira 01/12
Horário: 18:30-19:30
Válida como ACC

Read Full Post »

Despite farmacological equivalence, generic vancomycin preparations exhibited inferior antimicrobial activity compared with the brand product in an infection model.

Introduction

According to WHO regulations, generic versions of intravenous antibiotics are not required to demonstrate therapeutic equivalence with the brand product because therapeutic equivalence is assumed from pharmaceutical equivalence. Such practice is generally accepted worldwide. To test whether this assumption is justified for vancomycin, researchers compared the pharmacokinetic characteristics and antibacterial activity of the original Eli Lilly vancomycin (VAN-Lilly) with those of the competitor generic preparations marketed in Colombia between November 2002 and November 2009.

In vitro antibacterial effects, protein binding, and pharmacokinetic properties were similar between the generic vancomycin preparations and VAN-Lilly. However, in a Staphylococcus aureus neutropenic mouse thigh infection model, the antibacterial activity of the generic vancomycin preparations marketed between 2002 and November 2004 (when Eli Lilly sold its brand name and production secrets to several manufacturers worldwide) proved to be significantly inferior to that of VAN-Lilly. One generic could not even achieve bacteriostasis, and others showed a pronounced Eagle effect, with paradoxical bacterial growth at high antibiotic concentrations; VAN-Lilly exhibited bactericidal activity over a broad concentration range.

After November 2004, the production process of some generic vancomycin preparations was changed. Those produced according to the original Eli Lilly protocol showed in vivo antibacterial potency similar to that of VAN-Lilly; however, one other generic continued to have significantly poorer efficacy.

The major variations in in vivo antibacterial activity among the vancomycin preparations despite pharmacological and in vitro microbiological equivalency are astonishing. The authors noted that high concentrations of fermentation impurities in the generic products probably explain their impaired antibacterial activity and the Eagle effect.

At least for vancomycin, with its delicate production process, identical pharmacological profiles apparently do not predict similar antimicrobial activity. Whether this is true for other generic antibiotics is unclear. Given the broad use of generic antibiotics and the paramount importance of appropriate antimicrobial treatment in patients with life-threatening infections, more research on the efficacy of generic antibiotics is urgently needed.

 

 

Read Full Post »

Polícia Civil agora depende de laudo pericial do DML para saber quais as causas da morte do estudante Diogo Albino da Rosa

Os médicos e a equipe de enfermagem que atenderam o estudante Diogo Albino da Rosa, 14 anos, confirmaram na Polícia Civil que o adolescente recebeu um medicamento contra a febre na unidade básica de saúde (UBS) do Desvio Rizzo, em Caxias do Sul. Os servidores, porém, não souberam dizer se o adolescente tinha algum problema de saúde que teria causado a morte ou se complicação foi provocada por alguma reação alérgica ao remédio (choque anafilático). Os depoimentos ocorreram na tarde desta terça-feira na Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA). Diogo morreu na manhã do dia 5 de maio, poucos minutos depois de ser atendido na UBS. As causas do óbito são desconhecidas. Os médicos aplicaram antitérmico à base de dipirona diluído em soro no braço do estudante. O adolescente estava com febre elevada e a dipirona é um dos componentes mais usados para reduzir a temperatura do corpo. A equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que socorreu Diogo, também foi ouvida. Mas não acrescentou nada de relevante à investigação. Segundo os atendentes do Samu, o estudante estava caído na rua. Por esse motivo, foram feitas massagens cardíacas e outros procedimentos para reanimá-lo. Com os depoimentos realizados nesta terça-feira, a DPCA agora vai aguardar a conclusão da necropsia feita pelo Departamento Médico Legal (DML). Somente com o laudo pericial do DML é que a delegada Suely Rech, titular da DPCA, vai poder dar prosseguimento ao inquérito.

Fonte: Zero Hora, 18 de maio de 2010

Read Full Post »

O American Journal of Clinical Nutrition publicou em março estudo que demonstrou que a vitamina D3, usada durante o inverno, resultou em incidência menor de casos de gripe H1N1, especialmente em crianças em idade escolar. De um grupo que recebeu placebo, em torno de 19% das crianças desenvolveram a gripe, comparado com 11% das crianças que ingeriram suplemento de vitamina D3.
Os autoress da pesquisa concluem que a vitamina D3 é efetiva, porém, ressalvam que a ingestão do suplemento pode desencadear crises de asma.

Read Full Post »

« Newer Posts - Older Posts »