Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘h1n1’

O American Journal of Clinical Nutrition publicou em março estudo que demonstrou que a vitamina D3, usada durante o inverno, resultou em incidência menor de casos de gripe H1N1, especialmente em crianças em idade escolar. De um grupo que recebeu placebo, em torno de 19% das crianças desenvolveram a gripe, comparado com 11% das crianças que ingeriram suplemento de vitamina D3.
Os autoress da pesquisa concluem que a vitamina D3 é efetiva, porém, ressalvam que a ingestão do suplemento pode desencadear crises de asma.

Anúncios

Read Full Post »

Para pacientes que possuem os sintomas da gripe H1N1 ou aqueles que possuem o diagnóstico confirmado, a OMS recomenda o tratamento com os seguintes medicamentos:

  • Oseltamivir deve ser prescrito e o tratamento deve ser iniciado tão logo possível para pacientes que possuam os sintomas graves da doença. Dependendo da resposta ao tratamento, doses superiores a 15o mg, duas vezes ao dia, podem ser utilizadas. Esta recomendação é direcionada para todos os grupos, incluindo recém-nascidos, mulheres grávidas e crianças menores de 5 anos.
  • Zanamivir é indicado para pacientes com sintomas severos de H1N1, quando o Oseltamivir não estiver disponível ou quando não puder ser utilizado ou ainda quando houver resistência a Oseltamivir.
  • O tratamento antiviral não é recomendado em pacients que não pussuirem os sintomas graves da H1N1 ou que não pertencerem a grupos de risco, mesmo com diagnóstico provável ou confirmado da doença. Fazem parte do grupo de risco crianças menores de 5 anos, mulheres grávidas, adultos com mais de 65 anos,  profissionais de saúde (especialmente enfermeiros de homecare), pacientes com co-morbidades crônicas, incluindo problemas cardiovasculares, respiratórios, hepáticos ou diabetes, imunossuprimidos, HIV positivos, entre outras co-morbidades.
  • pacientes dos grupos e risco devem receber oseltamivir ou zanamivir tão cedo quanto possivel assim que os sintomas forem percebidos, antes do surgimento de complicações.

Read Full Post »