Feeds:
Posts
Comentários

Archive for dezembro \22\UTC 2008

Já havia comentado anteriormente sobre a importância de sermos sementes. Mas é em momentos aparentemente breves que podemos perceber a importância do nosso trabalho,  do quanto uma palavra ou uma atitude pode ser importante para nossos pacientes ou usuários.

O curso de Especialização em Assistência e Atenção Farmacêutica muitas vezes me brinda  com estes momentos. O texto que publico abaixo é de uma aluna do curso, após a aula ministrada pela professora Maria Ribeiro Lacerda, sobre Comunicação Interpessoal.  Esta brilhante professora costuma deixar seus alunos tocados, emocionados e motivados pela profissão que abraçamos, e não foi diferente neste semestre, na turma que iniciou suas atividades em Agosto de 2008:

” Vou narrar um episódio que, somente agora, após esta aula, pude ver claramente alguns aspectos que envolvem relacionamento direto profissional-paciente e a necessidade do trabalho em equipe na Secretaria de Saúde onde trabalho.

Uma paciente procurou-me na farmácia onde havia já, propositalmente, alguns cartazes sobre DST’s e relatou que estava muito preocupada com seu filho pois este apresentava um comportamento estranho ultimamente, com crises de choro, ansiedade, isolamento, etc. Em resumo: ele estava com medo de estar com AIDS e “esapalhou-se” o pânico pela familia.

Uma coisa que me chamou a atenção foi que esta mãe e sua familia já eram usuários do SUS há mais ou menos 10 anos, já haviam passado por médicos, enfermeiros, técnicos, agentes comunitários de saúde e outros mas veio até a farmácia e pediu pelo farmacêutico.

Então, ela percebeu que podia contar com a minha ajuda, sentiu a necessidade dos cuidados profissionais e manteve o comprometimento de solucionar o problema em casa ( ou pelo menos amenizá-lo).

Após alguns questionamentos, usei uma linguagem acessível ao grau de entendimento da usuária, tentei suscintamente explicar sobre como é feito o teste (até para outras DST’s), sobre o aconselhamento pré-teste, onde e quando fazer (local e horário), alguma coisa sobre o tratamento e métodos de prevenção. Consegui acalmá-la no momento.

Para concretizar a minha explicação e também minha ação foi necessário encaminhar esta mãe ao Serviço de Saúde da Mulher (PAISM), que hoje é o setor que dispõe de toda a estrutura e planejamento para DST’s e outros serviços ligados a sexualidade e prevenção de doenças.

Neste setor foi, já bem mais tranquila, recebida pela enfermagem que procedeu os detalhes necessários à evolução daquele caso.

Após, pela necessidade verificada na SMS, a familia foi atendida pela assistente social (havia problemas financeiros, moradia,etc), recebeu encaminhamento para atendimento psicológico no CAPS e também recebeu tratamento médico para outros problemas orgânicos verificados na triagem feita pela enfermagem.

Claro que isto não ocorreu em um dia apenas, não sei exatamente quanto tempo se passou, talvez 2 ou 3 meses, mas a referida mãe voltou até a farmácia para me avisar de que o teste havia dado negativo.

Óbvio que também fiquei feliz com o resultado mas a maior satisfação foi ver que apesar das diferenças profissionais, toda a EQUIPE se envolveu e houve a satisfação e melhora nas condições e qualidade de vida de uma FAMÍLIA!

Não foi necessária DISPENSAÇÃO, atuei realmente como EDUCADORA EM SAÚDE, junto com uma equipe, e pelo comprometimento também do paciente ou responsável.

Isto foi muito gratificante! Acredito que os assuntos abordados em aula se encaixam neste caso. Talvez não seria possível separá-los. Por isso, abordei desta forma.

Pretendo seguir, agora com mais embasamento, os assuntos e abordagens das aulas.”

Não tenho razão quando digo que coisas assim fazem tudo valer a pena?

Anúncios

Read Full Post »

Remédios podem acabar no lixo

A 4ª Coordenadoria Regional de Saúde (CRS), em Santa Maria, guarda em uma de suas salas um exemplo de desperdício de dinheiro público.

Enquanto dezenas de pessoas tentam conseguir, sem êxito, um remédio com o governo do Estado, mais de R$ 1 milhão em medicamentos comprados por ordem judicial lotam o cômodo. O órgão culpa os pacientes que não aparecem para buscar os produtos pela situação.

A principal preocupação da 4ª CRS é que seja obrigada a jogar uma parte dos medicamentos no lixo. Adquiridos até 14 meses atrás, alguns estão prestes a perder a validade.

– Isso é dinheiro público que poderia ser aplicado em outras ações, mas está perdendo o valor porque os remédios vencem e precisam ser descartados – afirma a titular da 4ª CRS, Claudete Lopes.

Na tentativa de dar um fim aos medicamentos, a 4ª CRS chega a ir atrás dos pacientes, mas esbarra em um obstáculo. Segundo o órgão, muitos cadastros estão com dados incorretos.

Atento ao problema, o Ministério Público pretende entregar hoje uma notificação à 4ª CRS. O promotor João Marcos Adede y Castro quer um levantamento dos medicamentos e o nome dos usuários que não foram buscá-los. Segundo o promotor, a intenção é descobrir se há algum tipo de falha, por parte do Estado, na entrega da medicação. Ele aconselha que quem entrou na Justiça e não precisa mais dos remédios comunique seu defensor. Considera também que o Estado também deveria procurar a Justiça e alertar sobre a situação para que os remédios sejam destinados a outros pacientes.

Fonte: ZeroHora 16/12/085613990

Read Full Post »

A Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara dos Deputados aprovou projeto que penaliza o médico que escrever prescrições e prontuários com letra ilegível.

As sanções para quem descumprir a regra vão desde advertência e multa até interdição total ou parcial do estabelecimento em que o profissional trabalha e cancelamento da licença para funcionamento. O texto ainda será apreciado em duas comissões da Câmara. Depois, segue para o Senado e, se aprovado, vai para sanção do presidente da República.

Na justificativa da proposta, o deputado federal Cezar Silvestri (PPS-PR) argumenta que “a falta de critérios e de compromisso de alguns profissionais ao preencherem receituários que não permitem leitura e interpretação tem levado consumidores a adquirir medicamentos não prescritos que podem acarretar risco à sua saúde”.

 

ENQUANTO ISSO, NA SALA DE JUSTIÇA

AH, SE A MODA PEGA….

(FONTE: ZERO HORA, 09/12/08)

Read Full Post »

Exames da Fiocruz descartaram arenavírus ou um vírus desconhecido

Exames feitos pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), concluídos na madrugada deste domingo indicam que o empresário sul-africano Willian Charles Erasmus morreu no Rio de febre maculosa, transmitida por carrapato, informa o site G1.

O resultado descartou a possibilidade de contaminação por arenavírus ou uma nova doença, desconhecida até agora. Um grupo de 75 pessoas ficou inicialmente em observação. Desse total, as autoridades sanitárias concluíram que 25 pessoas haviam mantido efetivo contato direto com secreções do morto. Elas, que estavam isoladas, agora estão liberadas.

Avaliações anteriores de hepatites 63housemd1virais e hantavirose descartaram hepatites virais, dengue, malária e ebola. As informações foram transmitidas pelo representante do Ministério da Saúde, Eduardo Hage.

fonte: Zero Hora, 07 dez 08

 

PS. Mais um caso para Doctor House

Pfff!

Read Full Post »

É… CAMPEÃO!

campeao_sulamericana2008_1

O Boca Júniores estava há mais de 5 anos invicto na Bomboneira em jogos internacionais.

Até que no dia 6 de novembro:

Boca 1 x 2 Inter

 

O Estudiantes de la Plata estava há 43 jogos sem perder no seu estádio.

Até que no  dia 26 de novembro:

Estudiantes 0 x 1 Inter.

 

INTER. MORTAL.

 

INTERNACIONAL. CAMPEÃO DA COPA SUL-AMERICANA 2008!

Read Full Post »

Os botões de Napoleão

Como sei que todos devem estar ansiosos pelas férias e por mais tempo livre para LER (!), deixo a sugestão de um livro muito interessante: Os botões de Napoleão: as 17 moléculas que mudaram a históira ( Penny Le Couteur e Jay Burreson; Ed. Jorge Zahar). Para quem gosta de história e decidiu fazer farmácia por que ia muito bem em química no colégio, é um prato cheio. Imperdíveis os capítulos “Remédios milagrosos”, “Moléculas de Bruxaria” “Morfina, nicotina e cafeína”, mas todo o livro é muito interessante, relacionando o surgimento de moléculas importantes quimicamente e o seu contexto histórico. E o melhor de tudo: nem cai na prova!

Read Full Post »